Impactos sociais, econômicos e políticos da pandemia no país

A pandemia do coronavírus ocasionou em efeitos catastróficos a nível mundial, assim como em mudanças de hábito que se aplicaram em todos os âmbitos das nossas vidas.

Não é preciso se esforçar muito para entender os impactos causados pelo coronavírus. O maior deles pode ser a situação de desemprego, que encadeia outros problemas para o âmbito social e econômico. De acordo com o Ministério do Trabalho, milhões de brasileiros já pediram e ainda irão pedir o Seguro Desemprego 2021.

E o que isso significa para os cidadãos?

A situação do desemprego durante o coronavírus aumenta o percentual de pobreza e fome no país, assim como aumenta o número de pessoa assistidas por programas sociais como o auxílio emergencial e o Bolsa Família. Essa situação causa um aumento no valor destinado a essas propostas pelo Governo, afetando as contas públicas.

Além disso, a situação do desemprego afeta por consequência microempreendedores, que dependem de um fluxo de clientes para funcionar e ter determinado lucro mensal. Milhões de trabalhadores individuais já fecharam seus pequenos negócios por conta da crise.

E esse baixo poder de compra da classe trabalhadora recai em um efeito dominó sobre as grandes empresas e corporações. Muitas marcas estáveis já chegaram a fechar as portas de algumas de suas unidades como resultado do coronavírus.

Ainda como um problema social, temos o aumento no índice de suicídio, que tem sido pouco mencionado até mesmo na internet. Em todas as grandes crises mundiais, o número de pessoas com depressão subiu consideravelmente, junto com o número de suicídios.

É esperado que esses números possam diminuir com o passar do tempo e com a popularização de uma vacina, já que muitos cidadãos têm desenvolvido doenças psicológicas e emocionais devido ao medo da contaminação.

A educação é outro ponto que sofreu muitas mudanças devido a crise do coronavírus. O ensino públio foi o primeiro a desenvolver aulas remotas para que os estudantes passem a assistir suas aulas sem sair de casa. O ensino público demorou alguns meses para aderir a medida.

Isto porque o ensino público encontra diversos fatores como a desigualdade social. Uma das medidas tomadas para tentar garantir a igualdade para o acesso a educação remota, foram as bolsas criadas pelas instituições públicas do ensino superior, que podem ser direcionadas a compra de um computador ou a mensalidade da internet.

Muitas mudanças aconteceram em todos os aspectos da nossa vida, mas é importante mencionar que a crise pode ser superada se houver um plano de Governo bem elaborado e se a população cooperar com as medidas previstas pelo Ministério da Saúde.